Secret Love '
Eu carrego comigo uma caixa mágica onde eu guardo meus tesouros mais bonitos. Tudo aquilo que eu aprendi com a vida, tudo o que eu ganhei com o tempo e que vento nenhum leva. O pouco é muito pra mim. O simples é tudo que cabe nos meus dias. Eu vivo de muitas saudades. E quem se arrebenta de tanto existir, vive pra esbanjar sorrisos e flashes de eternidade.
Mas percebi que inevitavelmente o tempo passa e as pessoas mudam e as lágrimas secam e você começa a se reerguer devagar.
Clarissa Côrrea.  (via esclarecer)

Posted hace 1 día with 26 875 notas
originally inverbos

Mas a lição que eu aprendi é que não vale a pena consertar um carro pela décima vez. É mais fácil comprar um novo e fim de papo. Afinal, eu bem que tentei consertar meu relacionamento com algumas pessoas e só ganhei mais e mais poses e menos e menos verdades. Ainda que doa deixar pessoas morrerem, se agarrar a elas é viver mal assombrado.
Tati Bernardi.   (via esclarecer)

Posted hace 1 día with 999 notas
originally umagabitonunes

Você disse que tudo cansa um dia, e bem, chegou a minha vez. Cansei.
Escrevas (via esclarecer)

Posted hace 1 día with 3 113 notas
originally escrevas

Ruim mesmo é um dia a gente perceber que amou e gostou e quis sozinho. Que o outro era apenas um reflexo das nossas aspirações. Que o outro, no fim, existia apenas dentro de nós.
Clarissa Corrêa    (via esclarecer)

Posted hace 1 día with 1 814 notas
originally soucliche

Eu passei boa parte da vida me enganando. Sabe aquela coisa de fingir que tudo está bem, que não doeu, que tá bom assim, que eu aceito, que aham, tá legal? Pois é, isso realmente não é nada, nada legal.
Clarissa Corrêa.    (via esclarecer)

Posted hace 1 día with 30 495 notas
originally recomendar

Mas percebi que inevitavelmente o tempo passa e as pessoas mudam e as lágrimas secam e você começa a se reerguer devagar.
Clarissa Côrrea.  (via esclarecer)

Posted hace 1 día with 26 875 notas
originally inverbos

Perdoa a ação involuntária, os passos trôpegos e a voz trêmula. Perdoa a verdade escondida por trás de sorrisos encabulados e devaneios irreais. Perdoa o reflexo do brilho que o espelho da ira fez neblinar meus olhos, perdoa por ter voltado e não encontrar entre tantos seres estranhos uma expressão de perda ocasional. Perdoa os gestos simples, simples, sem intenções, que culminaram o impossível. Perdoa, apenas perdoa. Perdoa por ter sido arrebatado pela fúria repentina das ondas de um oceano de incertezas, que afogaram em mim a ingenuidade e a transparência dos simples corações que amam.
Cinzentos. (via recomendar)


Posted hace 1 día with 25 009 notas
originally antipoetico

Se afaste de tudo aquilo que tira o sorriso do seu rosto, não sofra sem necessidade.
Paris 1995.   (via errografa)

Posted hace 1 día with 43 638 notas
originally antipoetico

Não quero lembrar. Faz mal lembrar das coisas que se foram e não voltam. Agora já passou. Não sinto raiva, não sinto nada. Sinto saudade, de vez em quando. Quando penso que podia ter sido diferente.
Caio Fernando Abreu. (via romanteios)

Posted hace 1 día with 27 405 notas
originally inverbos